Capa / Crônicas & Invenções / – Os Aromas do Vinho –
– Os Aromas do Vinho –

– Os Aromas do Vinho –

A minha obsessão pelo vinho se deu pelo conhecimento enigmático de seus aromas: eu os percebi uma vez, e outra vez, e outra vez, até resolver estudá-los a fundo. Percebi que eles existiam de fato, que tinham personalidade, que cada uva trazia a sua essência, mas que o tempo e o terroir, ou seja, a profundidade das terras por onde viajam as raízes dos vinhedos, podem trazer o DNA do vinho, inclusive em forma de aromas também.

Passei a estudar os aromas. Estudar e comprovar. A gente sai cheirando tudo o que vê pela frente, coisas que talvez nos dias de hoje, onde todo mundo mete a cara num aparelhinho de celular e fica hipnotizado pelas suas ondas, talvez sejam impossíveis de notar.

Você irá perceber os aromas do vinho se guardar o celular, abrir as janelas e deixar a brisa entrar, sentir o cheiro da chuva, da noite, do sereno, da grama que resta nessas cidades cimentadas, e mesmo nas frutas agrotóxicas que vendem no supermercado. Até na fumaça dos carros você pode encontrar aromas de vinho.

Largue o celular, saia para cheirar a vida passando na rua. Pare para se lembrar da infância: muitos aromas estão em nossas mentes, em nosso passado, em nosso dia-a-dia... E quando você se deparar com uma taça de vinho e ela lhe remeter a uma lembrança trazida pelo cheiro, você entenderá o que eu estou falando.

Hoje há muita literatura associando o Sauvignon Blanc ao maracujá, o Gewürztraminer à lichia, o Chardonnay ao pêssego e o Riesling aos aromas cítricos e minerais... Isso sem dúvida dá para constatar. Mas perceber esses aromas é um desafio, é uma brincadeira de adultos tão divertida que nos leva à reflexão: esses momentos com os amigos tem preço? Esses momentos em que os aromas do vinho lhe remetem a algum canto da vida de cada um de vocês, não são mágicos?

roda de aromas com legenda

Muitos riram de mim quando eu comecei a apontar os aromas de cada garrafa aberta em rodas de amigos. Com o tempo, percebiam também. Hoje se convencem de que há algo além na bebida do que a bebida propriamente dita.

Um dia comprei uma caixa de aromas: 54 (cinquenta e quatro) aromas documentados de vinho, em vidrinhos. A compra se deu em 2013. Ainda hoje, em 2015, os aromas estão intactos, não evaporaram. Uma forma legal de relaxar é abrir essa caixa e cheirar cada frasco, observar o item da natureza ao qual cada cheiro representa e tentar memorizar. A caixa serve também como uma contra-prova: as vezes um vinho traz uma máscara, uma personalidade enigmática, que não condiz com o tipo de uva da qual ele é composto. A caixa o revela... Ou não!

Caixa de Aromas Legenda

Quando não revela, é que nos damos conta de que há muitos mais aromas do que imaginamos. Então, a interpretação dar-se-á através dos verbos “PERCEBER” e “MEMORIZAR”. Aí, a obsessão pelos aromas deve sair da caixa e ir para a feira, para o jardim, para as ruas. A caixa deve ser um exercício do lar, os enigmas dependem de você e das suas andanças.

Uma vez uma amiga me disse que sentira um aroma de “gasolina” no Riesling que eu abrira para a degustação. Toda a gente riu, e eu também. Ela também riu. Aliás, quem bebe vinho sempre ri. Ela estava errada? - Claro que não! A percepção mineral ou química que ela teve de um vinho trouxe à sua memória uma palavra: gasolina. Se ela estivesse no século XVIII, esse aroma não teria sido documentado ainda, talvez fosse outro! Daí a necessidade de sair às ruas, vivenciar... No século XXI, aroma de gasolina se sente em qualquer metrópole.

taça com frutas corpo

Muitas vezes sou instado a desvendar aromas de vinhos em mesas de amigos. Funciona, com o tempo, conversa vai e conversa vem, e os aromas aparecem. É como um jogo de esconde-esconde. Mas a minha técnica é a seguinte: gosto de ficar sozinho, abrir o vinho, cumprimentá-lo, perceber sua evolução, mas tudo isso em silêncio. O silêncio é fundamental para compreender o vinho. Assim, o verbo “perceber” depende do “silenciar” para “desvendar” e “memorizar”.

Lembrem-se: Silenciar, perceber, desvendar e memorizar... - Isso tudo para estudar sozinho, claro. Entre amigos, vinho demanda ruído mesmo.

Aliás, já pararam para pensar o que está embaixo de nós nas cidades e no Presente? Não? – É o Passado. Se escavarmos São Paulo vamos chegar aos vestígios de alguns anos atrás... As raízes das videiras, ao buscarem a profundidade dos solos, buscam o Passado. Na minha opinião, transmitem ao Presente o que encontram do Passado soterrado, transportam esses anos para as uvas...

Por isso o vinho tem em sua alma a História.

Ao enólogo cabe engarrafar a História e deixar que a Natureza mande para nós os seus aromas em forma de vinho. E os aromas do vinho são a alma dessa bebida que animam as festas dos amigos, selam compromissos românticos ou ao menos fazem com que nos sintamos vivos. Aos aromas, então!

Saúde e até a próxima!

Sobre Luciano Duarte

Luciano Duarte

10 comentários

  1. Avatar

    Muito interessante seu artigo sobre odores,bem verdade que nós deixamos levar pela procura deles em todos os locais que freqüentamos

     
  2. Avatar

    Adorei o post! Goato muito da aromatizacao de vinhos, mais ate do que o assunto de harmonizacao. Nao encontro mais estas caixinhas com os aromas e o curso da Daniella Romano. Voce sabe onde ainda encontrar?
    Obrigado

     
    • Luciano Duarte

      Oi, com a própria Daniella Romano. Se eu não me engano, ela não parou de produzí-las. A minha eu comprei dela.
      Entretanto, a loja “Delacroix” na Alameda Lorena 678 também vende, mas eu não sei se com tantos aromas como a da Daniella.
      Obrigado.

       
  3. Avatar

    Inspirador texto, muito informativo e interessante por também incluir as suas impressões e experiências de quando começou a se dedicar com mais afinco ao universo dos vinhos.
    Esse kit também me encheu os olhos, vou procurá-lo!

     
  4. Avatar

    Excelente post Luciano, eu tenho aprendido muito com minha caixa de aromas também; mas concordo contigo que o grande aprendizado está cheirando o “mundo”.

     
  5. Avatar

    Vc indica alguma loja que venda a caixa de aromas? Pode ser loja virtual

     

Warning: strpos() expects parameter 1 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 180

Warning: preg_match_all() expects parameter 2 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 189

Warning: array_intersect(): Argument #2 is not an array in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 190

Warning: strpos() expects parameter 1 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 180

Warning: preg_match_all() expects parameter 2 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 189

Warning: array_intersect(): Argument #2 is not an array in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 190

Warning: strpos() expects parameter 1 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 180

Warning: preg_match_all() expects parameter 2 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 189

Warning: array_intersect(): Argument #2 is not an array in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 190

Warning: strpos() expects parameter 1 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 180

Warning: preg_match_all() expects parameter 2 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 189

Warning: array_intersect(): Argument #2 is not an array in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 190

Warning: strpos() expects parameter 1 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 180

Warning: preg_match_all() expects parameter 2 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 189

Warning: array_intersect(): Argument #2 is not an array in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 190

Warning: strpos() expects parameter 1 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 180

Warning: preg_match_all() expects parameter 2 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 189

Warning: array_intersect(): Argument #2 is not an array in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 190

Warning: strpos() expects parameter 1 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 180

Warning: preg_match_all() expects parameter 2 to be string, array given in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 189

Warning: array_intersect(): Argument #2 is not an array in /home/storage/4/c8/c2/minhadega1/public_html/wp-includes/shortcodes.php on line 190

A minha obsessão pelo vinho se deu pelo conhecimento enigmático de seus aromas: eu os percebi uma vez, e outra vez, e outra vez, até resolver estudá-los a fundo. Percebi que eles existiam de fato, que tinham personalidade, que cada uva trazia a sua essência, mas que o tempo e o terroir, ou seja, a profundidade das terras por onde viajam as raízes dos vinhedos, podem trazer o DNA do vinho, inclusive em forma de aromas também.

Passei a estudar os aromas. Estudar e comprovar. A gente sai cheirando tudo o que vê pela frente, coisas que talvez nos dias de hoje, onde todo mundo mete a cara num aparelhinho de celular e fica hipnotizado pelas suas ondas, talvez sejam impossíveis de notar.

Você irá perceber os aromas do vinho se guardar o celular, abrir as janelas e deixar a brisa entrar, sentir o cheiro da chuva, da noite, do sereno, da grama que resta nessas cidades cimentadas, e mesmo nas frutas agrotóxicas que vendem no supermercado. Até na fumaça dos carros você pode encontrar aromas de vinho.

Largue o celular, saia para cheirar a vida passando na rua. Pare para se lembrar da infância: muitos aromas estão em nossas mentes, em nosso passado, em nosso dia-a-dia... E quando você se deparar com uma taça de vinho e ela lhe remeter a uma lembrança trazida pelo cheiro, você entenderá o que eu estou falando.

Hoje há muita literatura associando o Sauvignon Blanc ao maracujá, o Gewürztraminer à lichia, o Chardonnay ao pêssego e o Riesling aos aromas cítricos e minerais... Isso sem dúvida dá para constatar. Mas perceber esses aromas é um desafio, é uma brincadeira de adultos tão divertida que nos leva à reflexão: esses momentos com os amigos tem preço? Esses momentos em que os aromas do vinho lhe remetem a algum canto da vida de cada um de vocês, não são mágicos?

roda de aromas com legenda

Muitos riram de mim quando eu comecei a apontar os aromas de cada garrafa aberta em rodas de amigos. Com o tempo, percebiam também. Hoje se convencem de que há algo além na bebida do que a bebida propriamente dita.

Um dia comprei uma caixa de aromas: 54 (cinquenta e quatro) aromas documentados de vinho, em vidrinhos. A compra se deu em 2013. Ainda hoje, em 2015, os aromas estão intactos, não evaporaram. Uma forma legal de relaxar é abrir essa caixa e cheirar cada frasco, observar o item da natureza ao qual cada cheiro representa e tentar memorizar. A caixa serve também como uma contra-prova: as vezes um vinho traz uma máscara, uma personalidade enigmática, que não condiz com o tipo de uva da qual ele é composto. A caixa o revela... Ou não!

Caixa de Aromas Legenda

Quando não revela, é que nos damos conta de que há muitos mais aromas do que imaginamos. Então, a interpretação dar-se-á através dos verbos “PERCEBER” e “MEMORIZAR”. Aí, a obsessão pelos aromas deve sair da caixa e ir para a feira, para o jardim, para as ruas. A caixa deve ser um exercício do lar, os enigmas dependem de você e das suas andanças.

Uma vez uma amiga me disse que sentira um aroma de “gasolina” no Riesling que eu abrira para a degustação. Toda a gente riu, e eu também. Ela também riu. Aliás, quem bebe vinho sempre ri. Ela estava errada? - Claro que não! A percepção mineral ou química que ela teve de um vinho trouxe à sua memória uma palavra: gasolina. Se ela estivesse no século XVIII, esse aroma não teria sido documentado ainda, talvez fosse outro! Daí a necessidade de sair às ruas, vivenciar... No século XXI, aroma de gasolina se sente em qualquer metrópole.

taça com frutas corpo

Muitas vezes sou instado a desvendar aromas de vinhos em mesas de amigos. Funciona, com o tempo, conversa vai e conversa vem, e os aromas aparecem. É como um jogo de esconde-esconde. Mas a minha técnica é a seguinte: gosto de ficar sozinho, abrir o vinho, cumprimentá-lo, perceber sua evolução, mas tudo isso em silêncio. O silêncio é fundamental para compreender o vinho. Assim, o verbo “perceber” depende do “silenciar” para “desvendar” e “memorizar”.

Lembrem-se: Silenciar, perceber, desvendar e memorizar... - Isso tudo para estudar sozinho, claro. Entre amigos, vinho demanda ruído mesmo.

Aliás, já pararam para pensar o que está embaixo de nós nas cidades e no Presente? Não? – É o Passado. Se escavarmos São Paulo vamos chegar aos vestígios de alguns anos atrás... As raízes das videiras, ao buscarem a profundidade dos solos, buscam o Passado. Na minha opinião, transmitem ao Presente o que encontram do Passado soterrado, transportam esses anos para as uvas...

Por isso o vinho tem em sua alma a História.

Ao enólogo cabe engarrafar a História e deixar que a Natureza mande para nós os seus aromas em forma de vinho. E os aromas do vinho são a alma dessa bebida que animam as festas dos amigos, selam compromissos românticos ou ao menos fazem com que nos sintamos vivos. Aos aromas, então!

Saúde e até a próxima!

Deixe uma resposta para Éden arantes Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Scroll To Top